Now Playing Tracks

As Três Peneiras

               Um rapaz procurou Sócrates e disse-lhe que precisava contar-lhe algo sobre alguém. 

        Sócrates ergueu os olhos do livro que estava lendo e perguntou:

        - O que você vai me contar já passou pelas três peneiras?

        - Três peneiras?  - indagou o rapaz.

        - Sim ! A primeira peneira é a verdade. O que você quer me contar dos outros é um fato? Caso tenha ouvido falar, a coisa deve morrer aqui mesmo. Suponhamos que seja verdade. Deve, então, passar pela segunda peneira: a bondade. O que você vai contar é uma coisa boa? Ajuda a construir ou destruir o caminho, a fama do próximo? Se o que você quer contar é verdade e é coisa boa, deverá passar ainda pela terceira peneira: a necessidade. Convém contar?  Resolve alguma coisa? Ajuda a comunidade? Pode melhorar o planeta?

        Arremata Sócrates:

        - Se passou pelas três peneiras, conte! Tanto eu, como você e seu irmão iremos nos beneficiar.
Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia entre irmãos, colegas do planeta.

"Sozinha observo melhor as cores, os excessos, os afetos que me faltam ou me afetam. Sem ninguém por perto, meus olhos ficam mais abertos imersos num vazio recheado de detalhes doces. Longe das cortes, sento no meio fio dos meus pensamentos, na beira do que eu invento. E aproveito o lado bom da solidão.”

                                                                           -  Zélia Ducan
 

To Tumblr, Love Pixel Union